sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Estudo mostra os impactos do aeroporto de Viracopos

22/01/2009
Maria Teresa Costa
Agência Anhangüera de Notícias

A primeira fase de ampliação do Aeroporto Internacional de Viracopos, que terá início neste ano e será concluída em 2015, vai provocar 37 impactos ambientais na área da Bacia do Rio Capivari, 30 deles negativos, e deverá exigir pelo menos R$ 32,4 milhões em compensações, além de uma série de medidas preventivas e de controle para amenizar os impactos na vegetação, no solo, em águas subterrâneas, na população, na fauna e flora. A compensação está calculada com base em 0,5% dos investimentos de R$ 6,4 bilhões previstos para a ampliação e operação do aeroporto até 2015, segundo o Estudo de Impacto Ambiental e o Relatório de Impacto Ambiental (EIA-Rima), que já estão abertos à consulta pública.

O EIA-Rima, formado por seis volumes de textos e mapas, será discutido em audiência pública convocada pelo Conselho Estadual de Meio Ambiente (Consema) no dia 19 de fevereiro, às 17h, na Câmara de Campinas. O início da ampliação do aeroporto dependerá da aprovação do EIA-Rima e da liberação das licenças ambientais. Elaborado pela Walm Engenharia e Tecnologia Ambiental, o estudo avalia o impacto que as obras e a operação do aeroporto terão na primeira fase da ampliação.

A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) está pedindo o licenciamento para a implantação da segunda pista (prevista para ser concluída em 2010), área para teste de motores e inspeção de aeronaves, implantação do primeiro módulo do novo Terminal de Passageiros, concourses (miniterminais), pátio de aeronaves, edifício para garagem e estacionamento, ampliação do Sistema Terminal de Cargas, implantação do Centro de Manutenção da Infraero e do Serviço de Salvamento e Combate a Incêndio, vias de acesso internas, além de infraestrutura básica. Também estão sendo licenciados lotes para o parque de abastecimento de aeronaves, para o sistema de companhias aéreas e de aviação geral, para o sistema industrial de apoio, para a estação de tratamento de resíduos, para estações ferroviárias e para o aeroporto indústria.


Fonte: Cosmo On Line
www.cosmo.com.br