segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Aeroporto de Americana busca expansão de pista

   Visando aproveitar-se do significativo aumento de movimentação da aeronaves particulares durante a Copa de Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016, o prefeito de Americana, Diego De Nadai, está negociando com o governo paulista a obtenção de uma área de 194 mil metros quadrados, pertencente ao Instituto de Zootecnia, ao redor do aeroporto Augusto de Oliveira Salvação, que servirá para ampliação de pista de pouso.
   O aeroporto americanense, localizado a aproximadamente 50km de Viracopos, possui atualmente 1200m de pista, sendo inviável a operação de jatos particulares de médio porte. Com a ampliação, que prevê mais 300m, a distância de pouso será maior do que a do aeroporto carioca Santos Dumont, que possui 1323m e recebe operações de 737 e A320 com poucas restrições, fazendo com que Americana se torne opção aos saturados Amarais, em Campinas, e Jundiaí.
   A área solicitada ao governo não só engloba a cabeceira 12 a ser ampliada, mas também toda a extensão lateral direita da pista (no sentido da 12 para a 30), aumentando significativamente o aeroporto. Diversas empresas têm intenção de instalarem-se em Americana. Três delas, nas áreas de construção de aviões, produção de peças e formação de pilotos e comissários, inclusive já firmaram acordo com a prefeitura, o que deve gerar por volta de 235 empregos.